Biblioteca Política de Atualização

Política de Atualização da Biblioteca Central “Koshity Naharashi”

Objetivo
Adquirir, manter e atualizar as coleções de livros, periódicos e demais materiais, em qualquer suporte (papel, meio magnético ou eletrônico) por meio de compra, permuta e recebimento de doações, de acordo com o orçamento disponibilizado pela Universidade ao setor da Biblioteca.
Atendendo à critérios específicos dos órgãos regulamentadores de educação ao nível nacional.

  1. POLÍTICA DE DESENVOLVIMENTO DE ACERVOS INFORMACIONAIS

Objetivos
A política de desenvolvimento da coleção tem os seguintes objetivos:
• Permitir o crescimento racional e equilibrado do acervo em todos os campos do conhecimento;
• Identificar os elementos adequados à formação da coleção;
• Determinar critérios para duplicação de títulos;
• Estabelecer prioridades de aquisição de material;
• Traçar diretrizes para o descarte de material.

1.2 Formação do Acervo
A Biblioteca, de acordo com seus recursos orçamentários, deverá adquirir diferentes tipos de materiais, tais como: Livros, Obras de Referência, Periódicos, Mapas e Multimeios. Estes materiais devem atender às seguintes finalidades:
• Suprir os programas de ensino dos cursos de graduação e Tecnologia da Faculdade;
• Dar apoio aos programas de pesquisa Faculdade;
• Atender o pessoal dos serviços administrativos no exercício de suas atividades;
• Fornecer obras de informação geral em áreas de assunto não cobertas pelos programas de instrução, de pesquisa e de extensão;
• Coletar e recuperar materiais importantes que relatem a história e o desenvolvimento da Faculdade, incluindo publicações da própria Instituição, bem como materiais sobre a mesma, publicados fora da Instituição.

1.3 Critérios para Seleção
Para formação do acervo, o material bibliográfico e audiovisual devem ser rigorosamente selecionados, observando os seguintes critérios:
• Adequação do material aos objetivos e nível educacional da Instituição;
• Autoridade do autor e/ou editor;
• Atualidade;
• Qualidade técnica;
• Escassez de material sobre o assunto na coleção da Biblioteca;
• Aparecimento do título em bibliografias e índices;
• Língua acessível;
• Número de usuários potenciais que poderão utilizar o material;
• Reputação do publicador ou produtor;
• Condições físicas do material;

1.4 Fontes para Seleção
A função do serviço de aquisição é divulgar entre os docentes as novidades editoriais. Serão utilizadas diversas fontes de informação, dentre as quais:
Bibliografias gerais e especializadas;
• Catálogos, listas e propagandas diversas de editores e livreiros;
• Guias de literatura gerais e especializadas;
• Listas de novas aquisições e boletins bibliográficos;
• Opinião dos clientes;
2. RESPONSABILIDADE PELA SELEÇÃO

2.1 Seleção Qualitativa
      A seleção do material adquirido ficará a cargo do corpo docente, havendo também a participação da comunidade universitária e dos bibliotecários da Unidade de Informação. O corpo docente deverá contribuir decisivamente para a formação de coleção de boa qualidade, visto que estes são conhecedores da literatura nas suas respectivas áreas e podem assim, selecionar criteriosamente o material a ser adquirido.

2.2 Seleção Quantitativa
A Biblioteca executará a seleção quantitativa baseada nos critérios abaixo estabelecidos:

2.2.1 Critérios para Seleção Quantitativa

2.2.1.1 Livro Texto Nacional

Serão adquiridos preferencialmente de 2 A 3 (três títulos da bibliografia básica para cada disciplina, sendo que o número de exemplares será calculado como 1 (um) exemplar para cada 10 (dez) alunos.

2.2.1.2 Livro Texto Importado

Os livros importados serão adquiridos quando não existir uma adequada tradução em português ou espanhol. Nesse caso o livro-texto será adquirido em menor quantidade do que o livro-texto nacional. Os casos especiais (livro texto nacional ou importado) serão estudados pela Coordenação e  Bibliotecário.

2.2.1.3 Livros de Leitura Complementar e/ou Atualização
Livros nacionais ou importados necessários à complementação e atualização para pesquisa e/ou conteúdo programático das disciplinas nas diversas áreas do conhecimento humano, bem como para o desenvolvimento de atividades administrativas. Serão adquiridos somente 02 (dois) exemplares, exceto nos casos em que haja demanda, ou por necessidade justificada pelos solicitantes. A duplicação de exemplares de documentos internacionais será definida pela Bibliotecária, em função do alto custo dos mesmos.
2.2.1.4 Coleção de Referência
Será dada atenção especial à aquisição de material de referência e instrumentos de acesso à informação, bem como aquisição de repertórios bibliográficos (bases de dados bibliográficas) que possibilitem o acesso à informação existente no campo do conhecimento técnico-científico.
Será de competência do Bibliotecário a seleção desses documentos.

2.2.1.5 Periódicos Correntes Impressos e Eletrônicos
A cada ano, a Biblioteca realizará uma avaliação nas estatísticas de utilização de periódicos correntes, com o objetivo de colher subsídios para tomada de decisões para a renovação dos mesmos. A listagem dos títulos com seu respectivo uso será analisada pela Coordenação e Bibliotecária, com o intuito de realizar:
Cancelamento de títulos que já não atendem as suas necessidades;
A inclusão de novos títulos necessários para o desenvolvimento do conteúdo programático e/ou atualização;
Manutenção dos títulos já adquiridos;
Para esta análise deverão ser observados os seguintes critérios:
a) Inclusão
– Quando houver a implantação de novos cursos;
– Títulos publicados na área, desde que o mesmo não seja assinado, em formato  impresso ou  on line, pela Biblioteca;
– Quando houver necessidade de novo título em decorrência de alteração da grade  curricular;
– Títulos necessários ao desenvolvimento de pesquisa desde que esteja vinculada a Faculdade.
Para periódicos eletrônicos deverá ser considerado:
– Facilidade de acesso simultâneo;
– Backup após termino da assinatura;
– Cobertura da assinatura.
b) Cancelamento
– Quando um novo título é mais abrangente do que o já existente no acervo da Biblioteca;
– Quando não mais existir interesse no título pelo Curso, por motivos devidamente  justificados;
– Quando o título não apresenta utilização devidamente comprovada em estatística de uso;

2.2.1.6 Multimeios
Serão adquiridos quando comprovada a necessidade de tais recursos para o desenvolvimento do ensino, pesquisa e extensão dentro das seguintes condições: – quando os equipamentos necessários para sua utilização existirem na  Biblioteca ou estiverem em vias de serem adquiridos.

2.2.1.7 Periódicos de Caráter Informativo
A Biblioteca adquirirá periódicos de informações gerais (locais, estaduais e nacionais), e revistas de caráter informativo de âmbito nacional (Veja, Isto É, etc.).

3. PRIORIDADE DE AQUISIÇÃO

Devido à grande quantidade de documentos produzidos nas diversas áreas do conhecimento, tornar-se impossível para qualquer biblioteca universitária adquirir todo o material bibliográfico disponível no mercado editorial. Sendo assim, a Biblioteca estabeleceu as seguintes prioridades para aquisição de material bibliográfico:
Bibliografia básica e complementar de livros e obras de referência para os cursos de graduação e pós-graduação em fase de reconhecimento, implantação, credenciamento ou recredenciamento;
Periódicos de referência (Base de Dados, Bibliografias, etc.)
Assinaturas de periódicos, cujos títulos já fazem parte da lista básica, conforme indicação dos docentes;
Documentos para desenvolvimento de pesquisa desde que vinculada a Faculdade.
Os casos não previstos serão submetidos à apreciação da Direção.

4. DOAÇÕES
Serão aceitas as doações que se enquadrarem nos seguintes critérios:

4.1 Livros, Obras de Referência e Recursos Audiovisuais

  1. Atualização do tema abordado no documento;
    – Estado físico do documento;
    – Documentos de interesse para a Faculdade
    A Biblioteca pode dispor das doações recebidas das seguintes maneiras:
    – incorporá-las ao acervo;
    – doá-las e/ou permutá-las com outras instituições;
    – descartá-las.
  1. 4.2 Periódicos
  2. – Em caso da existência do título, serão aceitos para completar falhas e/ou coleção;
    – Em caso de não existência do título, serão aceitos somente aqueles cujo conteúdo  sejam adequados aos interesses da comunidade universitária;  Em caso de dúvidas, as doações serão submetidas à apreciação do Bibliotecário.

5. DESBASTAMENTO DE MATERIAL BIBLIOGRÁFICO E ESPECIAL
Desbastamento é o processo pelo qual se retira do acervo ativo, títulos e/ou exemplares, partes de coleções, quer para remanejamento ou para descarte. Deve ser um processo contínuo e sistemático, para manter a qualidade da coleção. O desbastamento da coleção só deverá ser feito de acordo com as necessidades das Unidades de Informação e com a apreciação do Bibliotecário, mediante autorização da Direção e da Mantenedora.

5.1 Descarte
Processo mediante o qual o material bibliográfico, após ser avaliado, é retirado da coleção ativa, possibilitando a economia de espaço.

5.1.1 Critérios para Descarte de Livros
Inadequação: documentos cujos conteúdos não interessam à Faculdade, incorporados ao acervo anteriormente, sem uma seleção prévia e/ou escritas em línguas pouco acessíveis.
Desatualização: este critério se aplica principalmente aos documentos cujos conteúdos já foram superados por novas edições. Entretanto, para aplicação deste critério, deve-se levar em consideração, principalmente, a área de conhecimento a que se refere à obra.
Condições Físicas (sujas, infectadas, deterioradas ou rasgadas): após rigorosa análise do conteúdo e relevância do documento, se for considerado de valor e não disponível no mercado para substituição, deverá ser recuperado. Quando houver possibilidade de substituição e o seu custo for inferior ao da recuperação, será feito a aquisição e o documento descartado.
Duplicatas: número excessivo de cópias de um mesmo título em relação à demanda.

5.1.2 Critérios para Descarte de Periódicos
Coleções não correntes e que não apresentem demanda;
Periódicos de divulgação geral e/ou de interesse temporário;
Periódicos recebidos em duplicata;
Coleções de periódicos de caráter não científico;
Condições físicas inadequadas.

6. REPOSIÇÃO DE DOCUMENTOS
Os documentos desaparecidos não serão repostos automaticamente. A reposição deverá ser baseada na demanda, importância e valor do título. Em casos de dúvida, a reposição será submetida à apreciação da Direção.

7. AVALIAÇÃO DA COLEÇÃO
A avaliação sistemática da coleção deve ser entendida como o processo utilizado para se determinar à importância e a adequação da coleção em função dos objetivos da Biblioteca e da própria Instituição, possibilitando traçar diretrizes quanto à aquisição, à acessibilidade e ao descarte. A biblioteca deve avaliar seu acervo quando necessário, sendo empregados métodos quantitativos e qualitativos, cujos resultados serão comparados e analisados, assegurando o alcance dos objetivos da avaliação da coleção.
Na avaliação do acervo, serão utilizados os seguintes critérios:

7.1 Distribuição Percentual do Acervo por Área
Serão analisadas a existência de documentos em cada área do conhecimento ministrado na Instituição.
A análise demonstrará quais os cursos que devem ter a sua coleção implementada (seja em exemplares, títulos, material em português, etc.) e quais as áreas de pesquisa desprovidas de documentos que necessitam de providências.

2 Estatísticas de Utilização do Material Bibliográfico e Especial
A análise das estatísticas de uso do material permitirá a determinação dos títulos que requerem múltiplas cópias e daqueles cuja duplicação é desnecessária.
Por outro lado, se for comprovada a baixa utilização dos recursos bibliográficos em alguma área, a Biblioteca deverá investigar a causa do problema, que poderia ser a falta de qualidade do material existente, desatualização, ausência de interesse, inexistência dessa área de estudo na Instituição ou desconhecimento da existência da obra, etc.

7.3 Sugestões dos Clientes
A sugestão do usuário é um parâmetro seguro para se avaliar as coleções e, conseqüentemente, através da mesma poder-se-á:
– verificar se a coleção satisfaz aos usuários;
– determinar os tipos e níveis de necessidade em relação às coleções;
– verificar as mudanças de interesse por parte da comunidade universitária.

7.4 Comparação das Coleções com Listas, Catálogos e Bibliografias  Recomendadas e /ou Adotadas
A utilização deste método consiste na comparação do acervo com listas, bibliografias recomendadas e/ou adotadas, para verificar os itens não existentes na Unidade de Informação e que devam ser adquiridos.
8. REVISÃO DA POLÍTICA DE SELEÇÃO
A cada 02 (dois) anos, a política de desenvolvimento de coleções deverá ser revisada pela Biblioteca com a finalidade de garantir a sua adequação à comunidade universitária.