setembro 14, 2020

As possibilidades de inserção profissional do assistente social

O Serviço Social é uma profissão inserida na divisão social e técnica do trabalho, assalariada e reconhecida como profissão liberal. Mas, afinal, o que faz o assistente social? A área de atuação do Serviço Social é bastante ampla. O profissional assistente social pode trabalhar nas esferas pública e privada e no terceiro setor (ONGs e OSCIPs).

O assistente social pode trabalhar nas áreas de pesquisa acadêmica, docência ou políticas públicas sociais (níveis municipal, estadual e federal), em organizações não governamentais (projetos sociais) ou empresas privadas (recursos humanos, responsabilidade social) e prestando serviços de consultoria, assessoria ou até mesmo de perícia social.

O que destaca o profissional de Serviço Social é o seu compromisso ético-político aliado às dimensões técnico-operativas e teórico-metodológicas, por meio das quais busca a defesa intransigente dos direitos humanos, a plena cidadania, a equidade, a justiça social, a eliminação de todas as formas de preconceito e o pluralismo. Enfim, trata-se de um profissional que tem como objetivo central a liberdade e uma nova ordem social, mais justa e igualitária.

 

Campo de atuação:

  • Secretarias municipais e estaduais nas áreas sociais, como: saúde, assistência social, habitação, trabalho e renda, cultura, esporte, educação e meio ambiente, por meio de concurso público, contrato ou assessoria/consultoria.
  • Empresas privadas na indústria, no comércio e em serviços (nas áreas de recursos humanos, programas de responsabilidade social e de qualidade de vida, treinamento e afins).
  • Hospitais / Autarquias;
  • Organizações não governamentais (instituições de longa permanência para idosos ou crianças e adolescentes).
  • Órgãos públicos (Defensoria Pública, INSS, Tribunal de Justiça, Ministério Público Federal e Estadual).
  • Institutos e Centros de Pesquisa.
  • Instituições de Ensino (docência e pesquisa).

 

Média salarial de um assistente social

O salário de um profissional formado em Serviço Social varia entre R$ 1.800,00 e R$ 7.400,00. Isso depende de diversos fatores, como tempo de experiência profissional, nível de conhecimento e especialização, segmento em que atua, tamanho da cidade onde trabalha e afins.

Quando exerce consultoria, os honorários dependem do nível de especialização (graduação, especialização, mestrado e doutorado), variando de R$ 138,02 a R$ 220,84.

 

Graduação em Serviço Social

A graduação forma o(a) bacharel(a) em Serviço Social. A grade curricular oferece ao discente a oportunidade de estudar disciplinas como sociologia, antropologia, ciência política, filosofia, economia, movimentos sociais, estatística, políticas públicas para crianças e adolescentes, idosos e pessoas com deficiência, assistência social, saúde e história do Serviço Social, entre outras, que compõem a base teórica da formação; a prática do Serviço Social será vivenciada na disciplina de estágio supervisionado, a partir do 6º semestre, a qual permite ao aluno vivenciar a prática profissional.  

A graduação em Serviço Social da UNISEPE é realizada no período de quatro anos (oito semestres). Após esse período, concluídos os requisitos curriculares, o(a) discente é titulado(a) como bacharel(a) em Serviço Social.

A conclusão do curso possibilita a inscrição no Conselho Regional de Serviço Social – CRESS, o qual fiscaliza, orienta e disciplina a atuação profissional. Com isso o assistente social passa a ter seu número de inscrição profissional no CRESS da região em que irá atuar.

Atualmente, o curso é ofertado de forma presencial. No entanto, há projetos visando a expansão e a oferta do curso nos modos semipresencial e EaD.

Mais informações em: https://portal.unisepe.com.br/univr/servico-social/

Compartilhe em suas redes


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Conteúdo exclusivo

Coloque o seu e-mail abaixo para receber gratuitamente conteúdos exclusivos!

Curta nosso face