maio 26, 2021

Comfort Food: A gastronomia baseada em afeto!

Comfort Food, pode ser traduzido como “culinária afetiva” ou “comida afetiva”, é um movimento de pessoas que desejam sentir emoções positivas em seus pratos. A essência desse movimento é trazer boas lembranças para quem se alimenta.

Apesar das pessoas sempre terem procurado conforto emocional no alimento, o conceito de "comfort food" só começou a aparecer de modo significativo na mídia por volta dos anos 2000, período no qual começou ser comum na indústria alimentícia os termos, "caseirinho", "comida da vovó", "feito com amor", e outros.

Podemos citar o exemplo do imigrante brasileiro que mora nos EUA e deseja consumir arroz e feijão, para consciente, ou inconscientemente, sentir-se um pouco reconectado com a sua cultura de origem. Esse ato ajuda-o a reparar sua distância física e emocional, o que contribui para manter a sanidade em um contexto longe da família. Esse cenário traz à lembrança de como é ser cuidado por alguém que se ama, tanto no que diz respeito ao consumo, quanto de sua preparação.

Cada um tem seu próprio comfort food, ou seja, um tipo de alimento ou prato específico que tem ligação com sua trajetória e história de vida. Estamos nos referindo a muito mais do que um alimento para nutrir o corpo, a ideia se baseia em consumir um alimento que faz bem à alma. É uma alimentação com aparência e aroma de culinária caseira, o que acaba elevando o simples ato de comer a um estado de espírito.

Por isso, o conceito tem sido atribuído ao marketing sensorial e de nostalgia. Muitos restaurantes com o passar do tempo estão focando nesse tipo de consumo. Para reafirmar isso, muitas redes vêm empregando o nome de “culinária afetiva” para informar aos seus clientes que a proposta principal do restaurante não é só a satisfação física, mas também a emocional de quem se alimenta.

Autora: Amanda Cristina da Silva Azevedo. Aluna do 5º período do Curso Superior de Bacharelado em Nutrição da UNIVR de Registro/SP.

Referências bibliográficas

GIMENES, Maria. Comfort food: sobre conceitos e principais características. Contextos da Alimentação – Revista de Comportamento, Cultura e Sociedade Vol. 4 no 2 – Março de 2016, São Paulo: Centro Universitário Senac ISSN 2238-4200. Disponível em: http://www3.sp.senac.br/hotsites/blogs/revistacontextos/wp-content/uploads/2016/03/72_CA_artigo_revisado.pdf . Acesso em: 17/05/2021

LEGNAIOLI, Stella. O que é Comfort Food?. eCycle. 2020. Disponível em: https://www.ecycle.com.br/6932-comfort-food.html . Acesso em: 17/05/2021

Compartilhe em suas redes


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Curta nosso face